t>

Pai exuma 'cadáver de bebê' e descobre boneca dentro de caixão

Melvin Mendoza ficou arrasado ao saber que uma das gêmeas que a esposa dera à luz acabou morrendo no parto em maternidade de Tegucigalpa (Honduras). O enterro, realizado em El Coyolar, foi carregado de comoção. O pequeno caixão sequer foi aberto.


A mãe, Rosa Castellanos Díaz, havia deixado o vilarejo, na última sexta-feira (27/7), e ido ter os bebês sozinha na capital. De lá, ela ligou a Melvin dando a má notícia.
Só que Melvin começou a desconfiar da história. O militar decidiu exumar o corpo. Para sua surpresa, no lugar do bebê havia uma boneca!
Na verdade, Rosa levou toda a gravidez fingindo que carregava gêmeas no ventre. A mentira havia sido forjada para manter Melvin ao lado dela em um momento em que a relação estava estremecida.
Melvin acreditou. Toda a família acreditou. Mas Rosa só esperava um bebê. A viagem repentina de Rosa para dar à luz em Tegucigalpa acendeu um alerta entre os parentes.
"À noite fomos ao cemitério para desenterrar o caixão. Para nossa surpresa, quando abrimos o caixão, havia lá uma boneca, vestida como se fosse uma criança", disse ao jornal "El Heraldo" um parente. "Levamos o caixão à polícia", acrescentou. A farsa, enfim, foi desmascarada. Quer saber mais acesse Últimas Notícias

Rinite alérgica tem cura? Leia e entenda

Rinite alérgica, conhecida popularmente por febre dos fenos, é um tipo de inflamação do nariz que ocorre quando o sistema imunitário tem uma reação excessiva aos alergénios no ar. Os sinais e sintomas incluem congestão ou corrimento nasal, espirros e comichão nos olhos, que se podem tornar vermelhos e inflamados. O muco que escorre do nariz é geralmente límpido.


Os sintomas têm geralmente início poucos minutos após a exposição ao alergénio e podem afetar o sono, a capacidade de trabalho e a capacidade de concentração. Nas pessoas alérgicas ao pólen, os sintomas geralmente ocorrem com maior intensidade durante determinadas épocas do ano. Muitas pessoas com rinite alérgica também apresentam asma, conjuntivite alérgica ou dermatite atópica. Os sintomas da rinite alérgica são semelhantes aos da constipação ; no entanto, raramente duram mais do que duas semanas e não incluem febre. O desenvolvimento de alergias é uma combinação de herança genética e de exposição a fatores ambientais. A rinite alérgica é geralmente desencadeada por alergénios ambientais, como o pólen, pelo de animais, pó ou bolor.

O mecanismo subjacente envolve a ligação de anticorpos IgE ao alergênio, o que causa a libertação de químicos inflamatórios dos mastócitos, como a histamina. O diagnóstico geralmente tem por base o historial clínico em conjugação com testes cutâneo - alérgicos ou análises ao sangue para detectar anticorpos IgE específicos. No entanto, estes testas apresentam frequentemente falsos positivos. Crescer no meio rural e ter vários irmãos aparenta diminuir o risco. A exposição a animais no início da vida aparenta diminuir o risco de desenvolver posteriormente alergias ao pelo. Estão disponíveis vários medicamentos para alívio dos sintomas, incluindo esteroides nasais, anti - histamínicos como a difenidramina, cromoglicato e antagonistas do receptor de leucotrieno. No entanto, para muitas pessoas a medicação não é suficiente ou está associada a efeitos secundários.


 A exposição a quantidades cada vez maiores de alergénios, denominada por imunoterapia com alergénios, pode ser eficaz em casos graves. O alergênio pode ser administrado por via intravenosa ou como comprimido sublingual.


O tratamento geralmente tem a duração de três a cinco anos. A rinite alérgica é o tipo de alergia que afeta o maior número de pessoas. Nos países ocidentais, entre 10 e 30% das pessoas são afetadas todos os anos pela doença. É mais comum entre os 12 e os 40 anos de idade. A primeira descrição precisa da doença foi feita pelo médico do século X Rasis. Em 1859, Charles Blackley identificou o pólen como causa da doença. [ 10 ] Em 1906, Clemens von Pirquet identificou o mecanismo. A ligação ao feno deve - se a uma antiga ( e incorreta ) teoria de que os sintomas seriam espoletados pelo aroma do feno novo.

BBB 18: Cenas entre pai e filha geram polêmica nas redes sociais


Durante a festa, pai Ayrton e filha Ana Clara trocaram um selinho demorado, o que dividiu opinões nas redes sociais

O primeiro dia de confinamento do BBB 18 está mostrando a relação da família Lima e já está dando o que falar nas redes socias. Após internautas detonarem a estudante Ana Clara, filha da família, por postagens polêmicas na internet, na madrugada desta segunda-feira (22), durante a festa, o pai Ayrton e filha trocaram um selinho demorado, o que dividiu opinões nas redes sociais.

Os quatro integrantes da família ficam juntos no reality show até domingo (28), quando dois deles serão eliminados da casa, e outros dois continuarão na disputa. Quem continuar vai competir em dupla e seus votos valerão como um.




Foto: Divulgação

Quando a filha foi trocar de roupa, Ayrton disparou: "Que é isso, hein filha? Que é isso?". Alguns internautas acusam Ayrton de suposto assédio e pedem para que o brother seja expulso da casa.
No confinamento estão apenas os quatro integrantes da família: Ana Clara, a filha; Ayrton, o pai; Eva, a mãe; e Jorge, o sobrinho, tratado como filho. Outras cenas inusitadas que aconteceram na casa também estão sendo comentadas nas redes, principalmente no Twitter, e tratadas com repulsa. Em um momento, Ayrton aparece deitado na cama sobre a filha fazendo alguns movimentos com o quadril. A cena foi gravada e compartilhada nas redes sociais:

 
Copyright © 2018 2 Site News - Todos Direitos Reservados.
Template By. Blogger | Published By O Site das Notícias!